terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Lixa pra quê te quero!

Um dos piores dramas pra quem gosta de estar com as unhas bonitas é quando elas quebram. As vezes eu fico semanas esperando elas crescerem, só pra fazer aquela nail art especial e de repente a unha quebra e acaba com todos os meus sonhos. Tudo bem, acontece, não é mesmo? O que resta é partir pro cortador, tesoura e lixa, pra fazer todas as unhas ficarem iguais. Então começa outro drama: como lixar minhas unhas corretamente? Lendo o mão feita eu achei ua matéria super legal sobre isso. Vamos conferir?
Nossas unhas têm três camadas: uma mais fina recobrindo o leito; uma intermediária que dá volume e a terceira que reveste a placa como um todo. Por conta dessa anatomia, a lixa utilizada no nosso processo de manicure tem que ser adequada, ou seja, lixas mais macias e delicadas. Caso você utilize lixas muito ásperas  fará com que as placas se abram, formando fissuras que facilmente as deixarão mais suscetíveis a rupturas e, posteriormente, quebras.
É importante também evitar o movimento de “vai-e-vem” durante o processo. O ideal é lixar em apenas um sentido, evitando que as tais placas que compõe nossas unhas se abram.
Quanto ao formato, o ideal é que as unhas dos pés sejam lixadas em formato quadrado, para evitar que encravem. Nas mãos, vale também o formato redondinho, desde que a unha não fique pontuda, o que poderia fazer com que ela quebrasse com mais facilidade. O formato ovalado é ideal para unhas fracas, porque quebra com menos facilidade. O quadrado exige movimentos firmes e retos da lixa. Unhas redondas devem ser lixadas na diagonal. Uma vez por mês, lixe também a superfície das unhas, com a parte mais fina da lixa, para retirar as impurezas e as células mortas.

Acabei descobrindo que lixo minhas unhas completamente errado! Vivendo e aprendendo, não é mesmo?


Um comentário:

  1. Nossa, mt útil ! Amei a lixa anel AHUHAUSHA
    Carol Franco

    ResponderExcluir